quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Raiva

Foi pensando e remoendo tudo, pensando e revendo o filme, pensando e sangrando, pensando e envenenando ainda mais a alma de rancor com tanto gerúndio estuporando-o por dentro desde que tomara a infeliz decisão de não ceder nem ouvir e tapando os ouvidos nem olhar nos olhos a menina que sem alento tanto tempo havia amado.

Nenhum comentário: